Endometriose: Doença perigosa e muitas Vezes Silenciosa, Conheça os Sintomas e os Tratamentos

A Endometriose é uma doença feminina perigosa e muitas vezes silenciosa que pode ter resultados desastrosos para a saúde.

A seguir vamos falar mais detalhadamente sobre os sintomas e os tratamentos para manter a sua saúde íntima em dia.

Quanto mais for falado a respeito da Endometriose mais difundida serão as informações relevantes.

Veja Também: 8 segredos embaraçosos que você deve contar para o seu ginecologista

Saiba: Como saber se estou ovulando

Mais: 6 doenças autoimunes comuns

Endometriose - Doença Feminina Perigosa e Muitas Vezes Silenciosa, Conheça os Sintomas e os Tratamentos

Endometriose – O Que é?

Vamos começar conhecendo o endométrio, o tecido que reveste a parte interna do útero. Quando esse tecido é encontrado em qualquer outro órgão que não o útero se tem um quadro de Endometriose.

Os outros órgãos que podem ser “invadidos” pelo endométrio são:

  • ovários
  • trompas
  • bexiga
  • intestinos

Veja Também: Endometriose: Saiba reconhecer e tratar

O Ciclo do Endométrio

A função do endométrio é servir de local para que um óvulo fecundado seja alocado. Sendo assim todos os meses o endométrio se torna mais espesso com o objetivo de servir de local para esse óvulo. Se não ocorre a gravidez o endométrio que engrossou passa por descamação e então é eliminado do organismo pela menstruação.

Tem algumas situações em que esse sangue pode se desviar o caminho correto e acabar indo parar nos ovários ou na cavidade abdominal. Esse acúmulo é o que acarreta na lesão endometriótica. Os médicos ainda desconhecem os motivos desse desvio ocorrer, mas já observaram um padrão. Ter casos de Endometriose em familiares próximos como mãe e irmã é um fator de risco.

Veja: 10 dicas de saúde para as mulheres

O Diagnóstico

Embora a doença possa acometer as mulheres desde a sua primeira menstruação até a última o diagnóstico costuma ser feito na faixa dos 30 anos. Para se ter uma ideia existe uma estimativa de que cerca de seis milhões de brasileiras sofre de Endometriose sendo que dentre essas de 10% a 15% estão em idade reprodutiva e 30% dessas pacientes podem se tornar estéreis.

Conheça: 10 sinais de que você precisa ir ao ginecologista

Sintomas

Como destacamos no título a Endometriose é uma doença feminina perigosa e muitas vezes silenciosa, pois muitas mulheres atribuem as dores que sentem a menstruação e não tem nem ideia que tem algo errado. Dentre os dois sintomas mais comuns da doença estão dor e infertilidade.

Conheça: 10 fatores que comprometem a fertilidade feminina

Em torno de 20% das mulheres que sofre com a doença apresentam somente dor e outros 20% somente infertilidade. Nos outros 60% os dois sintomas podem aparecer combinados. Vale dizer ainda que o nível de dor varia de pessoa para pessoa, sendo assim algumas mulheres podem sentir dores incapacitantes enquanto outras apenas um mero desconforto ou nenhum sintoma.

Os sintomas mais comuns da Endometriose são cólicas menstruais muito fortes e dores durante a menstruação, dores durante as relações sexuais, infertilidade, dores na região pélvica, mudanças no funcionamento do intestino durante a menstruação. É importante consultar um médico com regularidade.

Veja: 10 coisas que você deve perguntar ao seu ginecologista

Tratamentos da Endometriose

Existem atualmente duas linhas de tratamento de Endometriose, cirúrgica e via medicamentos. Caberá ao ginecologista escolher qual é a melhor a ser usada para o seu caso específico.

Tratamento Cirúrgico

O procedimento que recebe o nome de laparoscopia consiste em remover a Endometriose. Tem alguns casos em que somente é possível eliminar os focos da doença ou então as complicações que ela acarreta como a formação de cistos, por exemplo.

Tem alguns casos clínicos mais complexos em que os médicos são obrigados a remover órgãos pélvicos que estejam muito comprometidos pela doença. É possível realizar laparoscopia a laser em alguns pacientes.

Veja: 6 Exames médicos que toda mulher deve fazer

Tratamento Medicamentoso

A indústria farmacêutica conta com uma grande variedade de medicamentos para o tratamento da Endometriose. Esses medicamentos podem ter foco analgésico ou anti-inflamatório. Somente o médico ginecologista pode avaliar qual é o melhor medicamento para cada paciente.

Veja: 5 hábitos que prejudicam a saúde íntima feminina

Não Existe Cura Permanente

Ainda não existe uma cura permanente da Endometriose, o que se pode fazer é buscar o alívio das dores causadas pela doença bem como a eliminação de problemas adquiridos através dela como a formação de cistos.

Saiba Mais: Fertilidade feminina

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.